Notícia postada em 04/05/2012
Demiti o patro porque estava adoecendo, conta executivo de marketing
Ter uma atividade profissional prazerosa essencial para se viver mais e melhor, diz psiclogo
Divulgao
Do Fiqueavista Groups, no Brazil
Imprimir  

 
Especialista em marketing e planejamento, Marcus Vincius Anflor, 53 anos, abriu mo do cargo executivo em uma empresa pblica de energia em troca de mais qualidade de vida mesmo que isso significasse alguma reduo nos rendimentos. Meses depois do desligamento, prestando consultorias em diversas partes do pas tendo como base um escritrio montado em casa, na zona sul de Porto Alegre, Anflor comemora os efeitos positivos da deciso, percebidos a olhos vistos por familiares e amigos.


Foto: Heron Lopes Jr / Especial

As pessoas me perguntam o que houve comigo para eu estar to bem, eu digo: demiti o patro porque estava adoecendo conta.

H 10 anos na empresa, Anflor alternou momentos de realizao pessoal e de insatisfao com reestruturaes gerenciais. Pde implementar projetos em sua rea de atuao, mas depois acabou desanimado com novos rumos que a empresa tomou. Checkups peridicos revelaram que sua sade estava se deteriorando nos ltimos anos.

Eu estava obeso, deprimido e pr-diabtico resume.

O quadro descrito pelo executivo o tpico resultado de uma busca por preencher um vazio existencial com elementos de satisfao momentnea, conforme o psiclogo Michel Zanchet, do Kurotel Centro de Longevidade e Spa. Chocolate, caf, bebida alcolica e cigarro so alguns recursos frequentes, que levam justamente ao sobrepeso, insatisfao com a aparncia e outros problemas fsicos e emocionais.

Toda situao que no d prazer cria um vazio existencial e os preenchimentos inadequados desses vazios colocam em desequilbrio outras reas da vida, como as relaes sociais e familiares, a alimentao e a sade explica Zanchet.

Nesse sentido, diz o psiclogo, ter uma atividade profissional prazerosa um elemento essencial para se viver mais e melhor. Nelson Bitencourt, diretor de qualidade de vida da Associao Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-RS), concorda:

Quando a pessoa faz o que gosta, releva se o lder no como ela gostaria, se a equipe no to integrada quanto poderia, se tem que ficar algumas horas a mais, porque est trocando seus dias de trabalho por desenvolvimento e prazer, no s por dinheiro.

Para Bitencourt, o bem-estar profissional pessoal, depende muito mais da atitude de cada um do que de qualquer iniciativa da empresa.

Isso explica por que nas situaes mais confortveis h gente mal-humorada, enquanto nas mais adversas outros esto dando risada conclui.


Curta nossa página pelo botão abaixo e receba novidades e informações via Facebook!


Fonte:
zerohora.clicrbs.com.br

Deixe seu comentário
 
Nome:
Cidade:
Comentários:
Captcha:
 
 
 

 
Tropeiro Velho Teixeirinha (Interpretado por derson da Fonseca de Canguu)...  
   
 
 
  Descoberta
Encontrada matria orgnica no planeta ano mais p...
  Mordida
Vdeo mostra turista tentando pegar tubaro e leva...
  Talento
O melhor cover de I Put Spell On You que voc va...
  Incndio
Vdeo mostra exploso gigante em fbrica de cloro ...
  Trnsito
Briga toma outro rumo quando homem consegue pegar ...
  Suspeita
Comportamento de mulher de embaixador gerou suspei...


 
Xote de Soledade Teixeirinha (Interpretado por derson da Fonseca de Cangu...  
   

 
 
     
Publicações mais lidas da semana
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Últimas semanas
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

   

Veja Publicações mais antigas
Malhao
 
 
ltimos captulos: Agora pra valer! Fatinha e Br...
Medo
 
 
Freiras "fogem" de terremoto e violam clausura em ...
Variedades
 
 
Homem viaja pela Inglaterra lambendo catedrais!
foca
 
 
Planeta Bicho Filhote de foca vai parar no painel...
Dilma
 
 
Espionagem americana pegou Dilma paquerando ao tel...
Sine
 
 
Vagas do Sine Pelotas para hoje (29)
Computador
 
 
Conhea a peruca inteligente, uma das invenes ma...
Receitas
 
 
Lasanha de po delcia
Variedades
 
 
Engenheiro diz que remdio para a calvcie o trans...
Variedades
 
 
Lingerie: dicas para usar as peas de acordo com o...